Arte, porque a vida por si só não deu conta dela mesma





domingo, 3 de fevereiro de 2013

Jogo de luz e sombra

Há de ter MUITA temperança e sabedoria pra lidar e aceitar a percebida hipocrisia, pré-conceito e pobreza de espírito de pessoas de íntimo convívio sem julgá-las ou condenã-las. Há de se ter uma alma nobre para construir seu escudo e não se deixar abater mental, emocional e espiritualmente. Há de se deixar interferir positivamente se elevando reflexivamente quando os frágeis de moralidade e ética vierem a interferir com baixos pensamentos ou condutas. Há de se praticar o exercício da compreensão e aceitação do outro em seus limites pessoais.
Há de se agradecer pela travessia dessas pessoas em seu caminho. Elas promovem aprendizado.
É uma boa maneira de fortalecer-se a si, a nobreza de caráter e garantir ao menos uma pequena chama de iluminação interior.
Há de se aceitar o direito da limitação alheia.
Afinal, todos conservamos cantos mais escuros que estão para serem iluminados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário