Arte, porque a vida por si só não deu conta dela mesma





terça-feira, 2 de setembro de 2014

I AM



eu sou assim sou direta, sou franca do Brasil à França sou transparente e vidro puro, cortante às vezes falo tudo, sem modo mudo só não meto banca e nem gosto de quem meta, francamente elegante é elefante que chega sem causar também não faço jogo, jogo o que sinto pra vida, pro fato, pro afeto pro ar não sou polícia nem baú pra guardar
eu sou assim falo o que penso
não penso muito
sou do que meu dou o direito de me atirar sou relógio sem ponteiro sei aqui dentro que fora a morte nada nem ninguém ali ou lá

 me aguarda e em mim demora
a vida é qualquer coisa dentro de uma caixa Pandora abriu somos segredo profundo feito pra oceanear - eu so deep assim -



Nenhum comentário:

Postar um comentário